Versículo do dia...

Um pouco de nós / Un poquito de nosotros:

Minha foto

Olá. O Chimarrão com Queijo é o nome tem acompanhado nossa caminhada. O Márcio é oriundo de Cataguases, Minas Gerais, e a Elisandra, de Passo Fundo, Rio Grande do Sul. Nossa pequena Emanuelle também é de lá.
Seja bem-vindo/a!!!!

sábado, 3 de setembro de 2011

Amizade "algodão-doce"


Ag 2. 3-9

A lógica de muitas amizades é exatamente e esta: ser como o algodão doce. Delicioso, mas não alimenta, não fortalece, logo acaba todo derretido pois é superficial.

Amizade espiritual requer mais de nós. Olhamos a comunidade de fé e duvidamos da mudança em direção a  relacionamentos mais profundos. Por quê? É perigoso! Quando é preciso arriscar e abrir o coração para ter intimidade. No entanto, o medo paralisa acendendo a luz amarela: atenção, se passar daqui, pode sofrer. Ninguém quer sofrer. Então, o melhor é manter a distância uns dos outros, assim, não nos tornamos vulneráveis.

Quando decidimos abrir o coração para os outros e sair da superfície num mergulho mais profundo podemos contar com problemas. Nem tudo será do jeito planejado, algumas coisas darão erradas. Hoje, ser cristão é uma coisa, seguir a Cristo é outra, principalmente, quando falamos de relacionamentos.
Sempre que buscamos nos envolver uns com os outros e afirmamos isso de contar uns com os outros, aí as coisas pioram. Mais fácil ir à igreja e estar no banco nos cultos, reuniões, do que falar o que pensamos e nos envolver. Não queremos desagradar as pessoas, não queremos que nos achem chatas e maçantes. Não queremos que nos chamem de inconveniente.

Mas o evangelho de Jesus nos pede mais do que uma amizade ‘‘algodão-doce’’, que tem sua doçura, mas no fundo, não nutre nada. Fomos perdoados porque vivíamos longe da comunhão com Senhor, sem depender de Deus. Agora, com uma nova identidade, também requer de nós uma nova atitude, vivermos em comunhão uns com os outros: ‘‘Tudo vale a pena, quando vemos Jesus uns nos outros’’ - vale a pena investir em relacionamentos mais consistentes.

Esdras e Ageu relatam sobre a reconstrução do templo. Quando os mais idosos a viram, choraram decepcionados porque a primeira casa de Deus era muito mais gloriosa. Quanto aos jovens, vibraram, cantaram e se alegraram.
Então o Senhor nos fala: ‘‘Não temais, o meu Espírito habita no meio de vós e a glória desta última casa será maior que a primeira e, neste lugar, darei a paz.’’ Assim, também, seja nossa comunidade, com o desejo de infundir Cristo uns nos outros, inflamando-nos com o poder do Espírito Santo em relacionamentos espirituais mais sólidos, firmes e persistentes. Não aceite nada menos do que amizades espirituais consistentes que um dia encherão os céus.

Arrisque-se em relacionar-se com as pessoas porque o Espírito está em ação e podemos acreditar em dias melhores. Anseie pelo melhor.

‘‘Mantenha a esperança de descobrir o objetivo desta vida e de desfrutar as alegrias espirituais já disponíveis agora, de provar o inesquecível sabor de Cristo, de sentir os braços do Pai em torno de você, de sentir o Espírito Santo dentro de você’’ (Larry Crabb em O Lugar mais seguro da Terra).



Revda. Elisandra Toledo
Pastora coadjutora da Igreja Metodista em Cataguases-IMKtá,
designada para congregação na Vila Reis.


Publicado no informativo semanal da IMKtá, ParticipAção, ano XXVI, edição nº 36 de 04 de setembro de 2011.

Nenhum comentário: